Terapia do Trauma – SE

Ana Paula Antunes e Paula Borges

 

“A integração entre corpo e mente, entre o hemisfério direito e o esquerdo do cérebro e entre regiões cerebrais primitivas e desenvolvidas gera integridade e nos torna completamente humanos. Até que isso aconteça, somos, como notou Margaret Mead, “o elo perdido entre macacos e humanos.” Levine, Peter A., Uma voz sem palavras, 2010.

 

criancas_adolescentes

 

A Terapia do Trauma – Experiência Somática é um método terapêutico que ajuda a desenvolver a consciência e o domínio das sensações físicas, sentimentos e emoções. Serve de base a uma compreensão profunda da comunicação dinâmica de duas vias, entre mente e corpo. Tem como objetivo restabelecer o funcionamento equilibrado do cérebro, corpo e psique.

 

Quando o nosso Sistema Nervoso responde inadequadamente às circunstâncias da vida, experienciamos uma incoerência entre o que sentimos (emoções, sentimentos) e o que pensamos (explicação lógica).

 

Ao longo do tempo esta incoerência dá origem a sintomas físicos, emocionais ou mentais.

 

Estes sintomas podem estar sempre presentes, podem aparecer e desaparecer ou podem estar escondidos durante anos.

 

Alguns desses sintomas podem ser:

  • Fadiga ou dor crónica
  • Problemas do sistema imunitário
  • Disfunções na tiroide
  • Problemas no pescoço e coluna
  • Asma
  • Problemas no estômago e colón
  • Síndroma pré-menstrual agudo
  • Distúrbios de sono
  • Mudanças repentinas de humor
  • Mudanças repentinas de comportamento
  • Ansiedade
  • Ataques de pânico
  • Fobias
  • Hiperatividade
  • Fadiga mental ou amnésia
  • Respostas emocionais exageradas
  • Depressão

 

Benefícios

  • Reduz a dor crónica e a tensão associada
  • Aumenta a resiliência perante situações de stress futuras
  • Aumenta o otimismo
  • Aumenta a confiança e o poder pessoal
  • Restaura a fluidez da vida
  • Favorece a sensação de ser completo e integrado
  • Ajuda ao retorno da capacidade de resposta e espontaneidade
  • Promove a sensação de controlo
  • Restabelece a sensação de paz

 

Contraindicações

Não existem contraindicações neste tipo de terapia, no entanto, dever-se-á sempre ter em conta os diagnósticos clínicos do paciente e trabalhar em parceria com os profissionais de saúde necessários.

 

 

Intervenção em crianças e adolescentes – individualmente e em grupo.

“Problemas de comportamento, muitas vezes diagnosticados como Síndrome de Défice de Atenção e Hiperatividade, podem ser consequência da incapacidade da criança de se autorregular, após a ocorrência de um trauma. Às vezes, exigências excessivas de desempenho, ou hiperestimulação, podem perturbar a autorregulação, e aparecer a hiperatividade, ou apatia, em atividades do dia-a-dia.” Duarte, Alé

 

Hoje em dia, temos cada vez mais crianças e adolescentes que sofrem de dores crónicas, dores de barriga, dores de cabeça, atitudes compulsivas (ex.: roer as unhas, comer em excesso), cujas causas são clinicamente desconhecidas.

 

Há também mais casos de agressões entre jovens, ou os famosos casos de “bullying”, e ainda crianças e adolescentes solitários (autistic-like play).

 

É em casos como estes que a Terapia Corporal pode intervir e ajudar a quebrar padrões emocionais e de comportamento. Através do recurso a jogos e brinquedos, a terapia procura ajudar a criança e adolescente a descarregar o excesso de ativação preso no sistema nervoso, de forma a que possa encontrar a autorregulação.

 

 

“…quando vivencias a morte como algo iminente, os músculos falham como se tivessem perdido toda a energia. Nessa reação existe a sensação de um estado de resignação irremediável e não se dispõe da energia necessária para nutrir a vida e seguir adiante. Esse desmoronamento, derrota e perda de vontade de viver estão no âmago do trauma.”

Levine, Peter A., Uma voz sem palavras, 2010

A Medicinas é uma clínica médica com uma abordagem de Saúde Integral.

Doença e Saúde são o resultado de realidades complexas de decisões, com causas, sintomas e soluções muito diversas, tendo em conta a compreensão das componentes físicas, energéticas, emocionais, psicológicas, espirituais e também o estilo de vida.


Na Medicinas estudamos cada caso como único, reunimos várias especialidades e procuramos integrar um conjunto complementar de cuidados médicos e terapias para a/o ajudar a recuperar o seu estado de saúde.