O que é a Naturopatia?

Quando falamos em terapias holísticas é importante salientar que holístico, vem da palavra Whole (de inteiro), o que significa: tratar do ser, como um todo, atendendo a todas as suas partes.
A naturopatia é, então, considerada uma terapia holística, visto que tem por principio a cura do organismo e de todas as suas partes, através da natureza. Seja sob forma de florais, ou de técnicas de massagem, através da alimentação, reflexologia, iridiologia, entre outros.

 

da8de2_231bd846452849d48b94257c92e8d8c4

Se partirmos do principio que o organismo é composto por corpo, mente e alma e que sem tratar deste triângulo imaginário, nunca chegaremos à verdadeira cura, conseguimos facilmente concluir que seria incompleto cingirmo-nos apenas a sintomas. Dentro de todos estes ramos resolvi escolher a alimentação como ponto de partida.

 

Acho que a frase “you are what you eat” está gasta e os conceitos de nutrição totalmente perdidos em modas e opiniões sem fundamento. Vejo a alimentação como uma das principais fontes de vida. Nutrir não é mais do que fornecer alimentos que gerem energia e consequentemente – vida.

 

Uma alimentação saudável não deve ter por base contagem calórica, mas sim enriquecimento funcional. É muito mais interessante, olharmos para a alimentação como algo que desempenha uma função no organismo. E é aqui que faço um paralelismo com a nutrição funcional, tão falada nos Estados Unidos, Brasil etc.. Nutrição com uma função.

 

Uma forma simples de entender este conceito, é pegarmos, por exemplo, na questão da energia.

A maioria das pessoas recorre a cafés, guaranás, shots energéticos, entre outros estimulantes para dar aquele “boost” de energia. Eu prefiro ver a equação de um outro ponto de vista;

 

O que é, então, preciso para que o próprio organismo produza energia?
• vitaminas B’s,
• E onde são estas produzidas?
• no fígado,
• E de que depende mais?
• Dos níveis de cortisol, (por exemplo)

 

Então vamos primeiro tratar do fígado e ao mesmo tempo fornecer algumas vitaminas B’s até que o fígado esteja a funcionar adequadamente. Fornecer as ferramentas necessárias à produção equilibrada de cortisol. E aí sim, teremos níveis de energia estáveis e constantes, ao longo do dia, que vão caindo à medida que o sol se vai pondo.

 

Para mim o mais interessante é descobrir as causas, aprofundar, conhecer, desmistificar, é desfazer o puzzle para voltar a monta-lo, peça a peça, para que no fim se reconheça que o processo não resulta sem a soma de todas as partes, físico, emocional e ambiental.

 

 

Por Mariana Pessanha

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *